Rádio Capital, a Voz Imparcial, na cobertura das eleições 2010

publicado em 28/07 às 19h47

A Rádio Capital AM, de São Paulo, já iniciou a cobertura das eleições de outubro, com reportagens sobre os candidatos e as campanhas políticas. Mais uma vez, essa emissora trata de honrar o slogan “Rádio Capital, a Voz Imparcial”, usado nas eleições de 2006 e 2008, com sua equipe de jornalistas e comunicadores. A ética, o respeito às leis e a capacidade de informar com a isenção estão em primeiro lugar no plano de cobertura, colocado em prática no fim de julho. A atual direção da Capital se orgulha de essa rádio não ter sofrido, nos últimos quatro anos, nenhuma contestação da Justiça e dos partidos.

Antes das convenções partidárias de junho, a Rádio Capital entrevistou os principais pré-candidatos a presidente do Brasil e a governador de São Paulo. Homologadas as candidaturas e com a campanha eleitoral nas ruas, a Capital segue a regulamentação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que proíbe as emissoras de rádio e TV do País de privilegiar este ou aquele partido. No caso de serem programados debates ou série de entrevistas, todos os candidatos a cargos majoritários devem ser convidados de modo oficial, por meio de seus partidos. Além disso, é proibida a veiculação de entrevistas isoladas de candidatos a deputado federal e deputado estadual.

A equipe de Jornalismo da Rádio Capital, coordenada por Luiz Carlos Ramos, começou a noticiar as atividades dos candidatos, mas segue a lei, que impede os jornalistas de manifestar opinião aos microfones, o mesmo ocorrendo com os comunicadores da Capital: Eli Corrêa, Paulo Lopes, Paulinho Boa Pessoa, Cinthia, Cícero Augusto, José Carlos Gomes, Adriano Barbiero, Antonio Aguilar, Serafim Costa Almeida e Moisés da Rocha.

De acordo com o calendário do TSE, será iniciada, em 17 de agosto, a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV (Lei n.º 9.504/97, art. 47), com encerramento previsto para 30 de setembro, já que o primeiro turno das eleições será em 30 de outubro. Na tarde de 21 de julho, a Rádio Capital participou de reunião no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) em que foi definida, com representantes dos partidos e das emissoras, a seqüência das rádios paulistanas que vão gerar, a cada semana, os programas a serem produzidos pelos partidos. Esta será a ordem das rádios: Cultura, Bandeirantes, Record, CBN, Capital, Eldorado e Gazeta. Portanto, a Capital vai gerar os programas na quinta semana, a partir de 14 de setembro, com o compromisso de ceder o material para as demais emissoras de todo o Estado, num trabalho com a participação dos partidos. Na reunião, a Capital esteve representada por quatro profissionais: Luiz Carlos Ramos e Carolina Mattos, do Departamento de Jornalismo; Regina Célia da Silva Barbosa, do Comercial, e Roberto Vitório Pagnan, de Operações Técnicas.

A Rádio Capital é sintonizada em 1040 kHz AM ou, pela internet, no site www.radiocapital.am.br

Fonte: Inteligemcia