Emissoras de rádio são impedidas de trabalhar em jogos do Espanhol

publicado em 28/08 às 20h52

Emissoras de rádios públicas e privadas foram impedidas de trabalhar nos primeiros jogos do Campeonato Espanhol, válidos pela segunda rodada – uma greve organizada por jogadores adiou a primeira para janeiro. Neste domingo, radialistas não puderam entrar no Estádio San Mamés para a partida entre Athletic Bilbao e Rayo Vallecano (terminou em 1 a 1) por não terem nenhuma credencial oficial da Liga de Futebol Profissional, que os barrou pelo não pagamento de uma taxa que varia entre € 2 milhões (R$ 4,6 milhões) e € 3 milhões (R$ 6,9 milhões) por temporada.

A situação revoltou os meios de comunicação espanhóis, que têm criticado insistentemente a organização da competição. Os horários inabituais, como às 12h e 16h (locais), também foram alvo de reprovação. Como protesto, as rádios organizarão um minuto de silêncio às 20h (local) ainda deste domingo.

Fonte: GLOBO ESPORTE