Rádio pirata era retransmitida em antena no galinheiro ‎

publicado em 02/12 às 20h15

Dois homens foram presos em flagrante, nesta quarta-feira, em Santo André, por exercerem atividades clandestinas de telecomunicações. Eles mantinham uma rádio funcionando ilegalmente em cima de uma oficina mecânica – a programação era retransmitida por outra antena, que ficava no galinheiro de uma chácara. A dupla pagou fiança e ficará em liberdade para responder ao inquérito policial instaurado na Delegacia Seccional de Santo André.

Ouvintes de uma rádio FM de Santo André ligaram para a emissora reclamando de interferências. A emissora chamou um técnico em telefonia, especializado em localizar rádios clandestinas, para verificar o que estava acontecendo. Com seus equipamentos de detecção de ondas de rádio, o técnico chegou até uma residência em cima de uma oficina mecânica, na estrada do Poney Club, Jardim Orquídeas.

Depois de fazer seus testes, ele não teve dúvidas de que as transmissões clandestinas vinham daquele local. Experiente no ramo, o caçador de rádios piratas percebeu que havia uma retransmissão desse ponto para outro, não muito distante, que ficava na rua José Bruno Daniel, no Jardim Irene. O técnico entrou em contato com policiais civis do Setor de Investigações Gerais (SIG), que foram até o primeiro endereço, onde mora o pintor J.V.G.R., de 62 anos.

Urucubaca

O pintor, que veio de Urucubaca (BA) para se estabelecer naquele bairro, tinha um estúdio completo de rádio, que estava em pleno funcionamento, irradiando sua programação clandestina. Em seguida, os policiais foram até o segundo local suspeito, uma chácara com plantações e criação de animais. O ajudante Z.S.L., 36, vindo de Cruz das Almas (PE), mantinha uma antena receptora dentro de um barracão, ao lado das galinhas e do galo. Essa antena recebia as transmissões da rádio clandestina e a retransmitia.

Foram apreendidos uma mesa de som, quatro antenas diretivas, um transmissor de link, dois rádios transmissores (HT), um leitor/gravador de CD, um computador completo, um receiver, um DVD player, microfones e DVDs. A dupla foi autuada em flagrante por atividade clandestina de telecomunicações, pagou fiança de R$ 700 e responderá em liberdade ao inquérito policial.

Fonte: Reporter Diario