Cabo submarino que ligará Brasil à Europa deve ser concluído em 2016

publicado em 23/01 às 08h02

O cabo submarino que ligará o Brasil à Europa deve ser concluído em 2016 e representará um investimento de cerca de R$ 185 milhões. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (15), pela Telebras, após o conselho de administração da estatal autorizar a assinatura de um pré-acordo de acionistas para a formação de uma empresa joint-venture que será responsável por construir e operar o cabo.


Os acertos para a abertura da joint-venture já começaram e a Telebras espera concluir essa etapa até junho, iniciando as obras já no segundo semestre deste ano. A expectativa é de que as obras durem aproximadamente 18 meses.
A nova companhia terá 35% de participação acionária da Telebras, 20% de fundos de investimento e 45% da IslaLink Submarine Cables.


Parceria


A Telebras também celebrou memorando de entendimento com as empresas Silica Networks Argentinan S.A. e Silica Networks Chile S.A. O objetivo da parceria é construir, operar e manter uma rede de fibra ótica entre o Brasil e a Argentina, com ligação direta ao Chile, o que possibilitará à Telebras o acesso às redes na costa do Pacífico.

Fonte: Ministério das Comunicações