Rádio JM de Uberaba estreia Caso Verdade

publicado em 11/05 às 21h29

O Grupo JM de Comunicação estreou ontem, na programação da Rádio JM, o quadro Caso Verdade, que será veiculado diariamente no programa Ronda da Cidade, das 14h às 16h30.

A finalidade do quadro é resgatar casos históricos e que, de alguma forma, mexeram com a vida da cidade e da região. Casos relevantes ligados às áreas de polícia, justiça, política, saúde, cidade e até mesmo esporte.
 
O jornalista Paulo Nogueira, 62 anos, que há 40 anos exerce a profissão e começou sua carreira no rádio, quando tinha apenas 13 anos de idade, falou à reportagem do Jornal da Manhã sobre o convite de ser o locutor dos casos que serão exibidos. “É uma felicidade muito grande voltar ao rádio. Nossa profissão nasceu para comunicar e, por isso, estou muito feliz por terem me convidado, já que eu estava há aproximadamente 20 anos afastado do rádio”, disse.
Para Nogueira, o público será o grande beneficiado pela iniciativa e inovação da Rádio JM. Salientando que se trata de um quadro de alto nível, ele garante que a cidade estava necessitando de um programa dessa natureza. “Tenho certeza de que as pessoas não irão se decepcionar. O ouvinte vai ganhar muito com esse tipo de informação veiculada no Caso Verdade”, reforça.
 
No programa de estreia foi exibido o caso da prisão de vários integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) residentes em Uberaba. Todos os presos são acusados de participar de vários crimes, inclusive da morte de Wilson Ramos Queiroz, 20 anos, brutalmente assassinado em outubro do ano passado.
Na tarde do último domingo, Cristiano Gonçalves, 34 anos, conhecido como Fião, foi preso em Igarapava, interior do Estado de São Paulo. Fião, inclusive, foi citado na matéria exibida ontem, na estreia do Caso Verdade.
Paulo Nogueira aproveitou para ressaltar uma das principais características do novo quadro da Rádio JM. “O quadro tem esse cunho de não deixar que os casos morram, como se diz nos meios jornalísticos. Nossa intenção é que os casos voltem à tona e os responsáveis, que estão livres, sejam presos”, concluiu.
 
Hoje, o Ronda da Cidade exibe o segundo Caso Verdade. O assunto da vez é o escândalo do Mensalão, o qual envolveu inclusive o prefeito Anderson Adauto.

Fonte: JM ONLINE